Qualidade em vez de quantidade: É nisso que acredita a empresa de descarte Hündgen, em Swisttal

16 August 2016

A Hündgen escolheu o sistema UniSort Black para a separação de plásticos pretos

Christian HündgenDireção da empresa na terceira geração

UniSort Black para a separação dos problemáticos resíduos de embalagens leves: uma mistura de plásticos pretos e escuros assim como outros plásticos, por análise do espectro infravermelho próximo (PE, PP, PS)

Alimentação de embalagens leves na entrada, antes da separação: Fração dos materiais selecionados de 60-200 mm

Separador Eddy Current STEINERT NES

 

(Comunicado de imprensa PDF)

Para Christian Hündgen, está claro: Quanto mais matérias-primas secundárias puderem retornar à etapa de produção, melhor. Por esse motivo, a empresa familiar colocou seu foco em alcançar a maior pureza possível na oferta de recicláveis, através da separação. “Nós nos concentramos mais na qualidade da triagem do que na alta produtividade. Assim, permanecemos competitivos em nossa área, e interessantes para nossos clientes”, diz o gerente.

Para atingir este objetivo, Christian Hündgen e Sascha Haag, gerente de vendas da especialista em separação magnética e por sensores STEINERT, inspecionaram de perto as perdas remanescentes de embalagens leves (LVP) na separação de plásticos. Se o descarte não puder ser evitado, o reaproveitamento, isto é, o retorno ao processo de produção, é a melhor solução. Se um material não puder ser processado, resta a incineração como reaproveitamento energético. Os resíduos da triagem vêm dos sacos amarelos e serviam, até então, para a fabricação de combustíveis alternativos de alto teor calórico (EBS) para reaproveitamento térmico. A pergunta a ser respondida era: que outra solução é possível para recuperação e reaproveitamento de outros materiais recicláveis?

Na STEINERT também temos atualmente uma preocupação em aumentar as taxas de reciclagem dos clientes e reduzir seus custos. A STEINERT se propõe a realizar a separação de plásticos pretos, porque essa questão já move a mercado de resíduos há bastante tempo.

O material selecionado da Hündgen foi, a seguir, examinado no centro de testes de Colônia, para avaliar quais plásticos de valor poderiam ser obtidos a partir dos restos de embalagens leves. O sistema de separação UniSort Black foi aquele que convenceu a Hündgen. Ele separa plásticos pretos do fluxo de materiais. Plásticos que seriam perdidos sem esse sistema. Além disso, são separados plásticos por análise do espectro infravermelho próximo – NIR (por exemplo, PE, PP e PS). “A realização de um experimento no centro de testes nos convenceu”, enfatiza Hündgen. “As condições de teste foram plenamente satisfeitas. Isso facilitou a nossa decisão. Daí ainda veio a possibilidade de assistência remota, que permite uma suporte rápido se algum ajuste é necessário”. Um fator importante para a empresa familiar no processamento de aprox. 200 toneladas por dia.

Empresa familiar como líder em tecnologia

A decisão da empresa familiar pelo UniSort Black foi uma consequência lógica. Porque ao olhar para a história da empresa, liderança em tecnologia e conhecimento de mercado estão firmemente ancorados: Com a introdução do Ponto Verde no início dos anos 90, os Hündgens foram pioneiros no tema economia circular, pela qual as matérias-primas utilizadas no ciclo de vida dos produtos retornam integralmente para o processo de produção. “Nós não reagimos somente quando uma nova lei é implementada, e sim já estamos ativos anteriormente e preparados para mudanças”, resume Christian Hündgen sobre o desenvolvimento da empresa. “Através das nossas atividades em associações e do nosso trabalho em conjunto com faculdades, bem como parcerias em projetos de institutos de pesquisa, queremos nos informar sobre desenvolvimentos futuros e participar deles o quanto antes”.

A empresa de médio porte tem hoje 120 funcionários. Desde sua fundação por Anna e Peter Hündgen em 1949, ela sempre se adaptou às necessidades do mercado e evoluiu. Primeiro na remoção de escombros da 2ª Guerra Mundial, e mais tarde como operadora de entulhos. Quando eles passaram a ser encaminhados para aterros sanitários, a família Hündgen adaptou-se às novas necessidades do mercado e passou a se ocupar com o tema do descarte.

Cerca de 140 caminhões chegam diariamente à Peterstraße. Ao longo do ano, são cerca de 52.000 t de resíduos de embalagens leves e 30.000 t de resíduos comerciais. A Hündgen produz 50.000 t/a de combustíveis alternativos. Outros serviços como o enfardamento de filme, papel e plásticos ou o recolhimento de madeira, resíduos orgânicos, despoluição de ruas e destinação de entulhos da construção civil também são realizados. Para isso é empregado o serviço de armazenamento da empresa, com uma frota equipada com mais de 20 veículos.

Diminuir custos de incineração, aumentar taxas de reciclagem e de segurança contratual

No preparo para o reaproveitamento, a Hündgen faz a separação de acordo com diversas faixas de tamanho: A fração de materiais selecionados com tamanho 60-200 mm é a mais frequente na triagem. Ela passa por diversas etapas. O processo consiste em etapas como separação por Extratores de Sucata, Separadores Eddy Current STEINERT NES e Separadores Óticos STEINERT NIR. Até pouco tempo atrás o processo terminava aqui, e os materiais restantes eram utilizados como combustível alternativo para o reaproveitamento térmico, por exemplo, em fábricas de cimento. Após os testes com o UniSort Black, uma nova etapa de separação foi adicionada. “Com o UniSort Black nós pudemos não só flexibilizar a oferta aos clientes, mas ao mesmo tempo definir cotas maiores de separação ao processo”. Assim, a taxa de aplicação do plástico retirado de frações residuais aumentou, e os recicláveis podem ser devolvidos ao ciclo do material e reaproveitados. "Além disso, as cotas de separação estipuladas em contrato podem ser melhor atingidas, nós economizamos em custos de incineração e, não menos importante, temos a possibilidade de extrair poliolefinas (PO) na forma de garrafas de PE e PP e obter novamente um ganho de material reciclável", disse Christian Hündgen.