Enfrente o desafio de obter uma recuperação confiável de diamantes - grandes ou pequenos - com o STEINERT XTS

05 January 2016

"O desenvolvimento de um sistema com algoritmos de ordenação única garantiu extrema precisão na detecção e ejeção de diamantes, possibilitando oportunidades significativas e rentáveis para separar os minerais dos resíduos", diz Paul Bracher, Diretor da IMS Engenharia (IMS).

A IMS, apostou em uma joint venture com a Steinert Elektromagnetbau, para aprimorar o fornecimento e desenvolvimento de tecnologias em sensores de triagem para atender a indústria da mineração, minerais e de reciclagem industrial. Diz-se  que o equipamento para classificação de diamentes - STEINERT XTS (tecnologia de transmissão de raios-x / XRT) – foi desenvolvido e aprimorado rapidamente durante o ano passado.

 

O desafio é recuperar até as menores partículas de diamentes. O STEINERT XTS é uma solução excelente para a recuperação de diamantes em tamanhos maiores mas, ao mesmo tempo, também possibilita a detecção de pequenos diamantes de maneira mais precisa. “Kai Bartram - Gerente de Desenvolvimento de Negócios da STEINERT“.

A tecnologia é projetada para detectar e recuperar os diamantes com tamanho de 4mm a maiores, mas diamantes de 3mm também podem ser recuperados de forma eficiente devido aos sofisticados algoritmos em conjunto com a resolução de pixels de 0,5 mm.

O STEINERT XTS (tecnologia XRT) surge como um estado da arte em solução para recuperação de todos os tipos de diamantes  ao se comparar com as tecnologias  anteriormente utilizadas.

 

 

Embora seja mais difícil de se detectar as pequenas gemas, a tecnologia vem se mostrando confiável assim como para os diamantes maiores, como relata uma das maiores  minas de diamantes da África Austral.

Esta mina é famosa por seus diamantes de qualidade e conta com 2 classificadores STEINERT XTS na instalação de recuperação final da mina.

 

Este é o primeiro case de instalação do STEINERT XTS na recuperação final de minas de diamantes.

 

Neste case mencionado da mina sul Africana, um extenso trabalho de teste foi realizado para mostrar ao cliente que a tecnologia de transmissão de raios-x pode detectar diamantes como previsto. "Foi como resultado deste trabalho de testes que nós fornecemos aos nossos clientes garantias de um processo satisfatório. Nós testamos ambos os simuladores de diamantes fornecidos pelo cliente, onde o objetivo era conseguir a recuperação de 100% do material durante o trabalho de teste e estamos orgulhosos de informar que este foi de fato alcançado ", diz Bracher.

Ele acrescenta que durante o trabalho de teste, os algoritmos de separação foram aprimorados para detectar e ejetar os diamantes, assim como otimizações de hardware foram realizadas.

 

 

Para esta aplicação em particular, o equipamento teve de ser re-projetado para atender aos requisitos do cliente. Durante este processo, a STEINERT integrou as mais recentes soluções ao equipamento, bem como aplicou melhorias nos algoritmos alcançados durante o trabalho de teste.


"Fomos capazes de personalizar o equipamento para atender à demanda em específico, mantendo a capacidade de manutenção através da utilização de componentes padrões", diz o Dr. Uwe Habich, CTO da STEINERT.

 

"Nós aprimoramos todas as áreas de desempenho, incluindo a de detecção e ejeção para obter melhor rendimento e menor perda." A tecnologia transmissiva de raios-X permitirá à mina recuperar diamantes de alto valor logo no início do processo de recuperação, além de reduzir a chance de danos.

 

 

Durante o comissionamento do equipamento um diamante de 2 quilates foi recuperado a partir de rejeitos e logo após um de 50 quilates GNT tipo 2, sendo que 75% dos diamante foram recuperados intactos pelo STEINERT XTS. Um porta-voz da mina diz que está ansioso para continuar a colher os benefícios do STEINERT XTS nesta fase crítica do processo de classificação. "Temos o prazer de ser os pioneiros desta tecnologia na indústria da mineração de diamantes. Os resultados do extenso trabalho que estamos fazendo é animador e isso já foi verificado por meio de uma recuperação significativa de 50 quilates ", disse ele.

A STEINERT vem mostrando que o STEINERT XTS (tecnologia de transmissão de raios-x) é a vanguarda na recuperação de diamantes e em tecnologia de classificação, tendo como principal vantagem a possibilidade de detecção de diferentes níveis de absorção de raios-x em variados tipos de materiais.

As imagens de raios-x são resultantes da composição atômica de cada partícula ao atravessar a zona de detecção da máquina. Portanto, um diamante, que consiste em átomos de carbono, aparece como uma imagem de raios-x em cinza claro quando comparado a resíduos de rocha. Logo, todos os diamantes, não importa o que as suas características físicas, podem ser detectados com a tecnologia de transmissão de raios-x STEINERT.

Princípio de Funcionamento

De uma perspectiva prática, o minério de diamante é introduzido ao equipamento de classificação através de um alimentador vibratório que o direciona para uma correia transportadora. O minério se desloca na correia e as partículas são analisadas individualmente à medida que passam através do feixe de raios-x. As partículas de raios-x são detectadas e registradas. Os sinais são processados através de um algoritmo avançado que permite ao programa diferenciar entre o carbono menos denso de diamantes e os minerais mais densos de kimberlito e outros resíduos de rocha.

A tecnologia de classificação por sensores da STEINERT é a mais relevante diante das necessidades e restrições atuais da mineração onde, cada vez mais se tem reservas de baixo grau de minério, altos custos de  energia, escassez de água e legislação ambiental rigorosa. A triagem baseada em sensores trouxe inovação significativa na tecnologia de processamento mineral e inúmeros  beneficiamentos, o que certamente vem acontecendo nas minas da África do Sul.